Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor



Horas


Tempo em Lisboa

Tempo Lisboa

calendário

Abril 2012

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930


Mensagens

Pesquisar

 

Nº. de visitantes


Get Creative Commons updates

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-SemDerivações-SemDerivados 3.0 Brasil.



O significado das Bandeiras da Europa

por destinospordescobrir, Quinta-feira, 12.04.12

 

 

 

 

Bandeiras da Europa

Bandeira da Albânia

Albânia A águia de duas cabeças é o símbolo do herói nacional Georg Kastriota Skanderberg, que lutou contra os turcos no século XV. Kastrioti foi tomado refém pelos turcos e foi convertido ao islão, renomeado Iskander. Em 1444, depois de abraçar novamente a religião cristã, Kastrioti organizou uma resistência albanesa contra os turcos.

Bandeira da Alemanha

Alemanha As cores da bandeira adoptada no século XIX, têm a sua origem nos uniformes usados pelos soldados do exército livre de Lutzen no século XVII.

Bandeira de Andorra

Andorra Acredita-se que a bandeira tenha sido instaurada por Napoleão III no século XIX. O escudo reproduz os símbolos do bispo de Urgell e do conde de Foix.

Bandeira da Áustria

Áustria O vermelho e o branco já apareciam no escudo do século XIII. As listras começaram a ser utilizadas em 1786, como bandeira imperial de combate.

Bandeira da Bélgica

Bélgica O preto, o amarelo e o vermelho foram inspirados nas cores das armas de Brabante. A bandeira foi içada pela primeira vez em 1830.

Bandeira da Bielo-Rússia

Bielo-Rússia O vermelho simboliza o passado glorioso do país; o verde, o futuro e a esperança. O desenho lateral representa a sua rica herança cultural.

Bandeira da Bósnia-Herzegovina

Bósnia-Herzegovina O azul e as estrelas simbolizam a Europa; O amarelo é a esperança. O triângulo engloba os três grupos étnicos: bósnios, sérvios e croatas.

Bandeira da Bulgária

Bulgária A cor branca da bandeira búlgara representa a paz, o verde simboliza o amor e a cor vermelha é uma referência à liberdade

do país.

Bandeira da Croácia

Croácia A actual bandeira, adoptada em 1991, inclui o escudo xadrez, que simboliza a união da Croácia Branca ( Oriental ) e da Croácia Vermelha ( Dalmácia ).

Bandeira da Dinamarca

Dinamarca A lenda diz que a bandeira dinamarquesa caiu do céu em 1219, durante a batalha do rei Valdemar II contra os pagãos estónios, a quem derrotou.

Bandeira da Eslováquia

Eslováquia As cores da bandeira foram usadas em 1848 pelos revolucionários eslovacos que lutavam contra a opressão do Império Austro-Húngaro.

Bandeira da Eslovénia

Eslovénia Para diferenciar a bandeira eslovena da russa em encontros internacionais acrescentava-se-lhe o escudo que representa o Monte Triglav.

Bandeira da Espanha

Espanha As cores vermelha e amarela da bandeira espanhola eras as que prevaleciam nas insígnias das coroas de Aragão, Castela e Navarra.

Bandeira da Estónia

Estónia O azul simboliza esperança, lealdade e devoção; o preto relembra a história do país; e o branco representa a virtude e a razão.

Bandeira da Finlândia

Finlândia A cruz da bandeira é similar à da Suécia, país do qual fez parte. Segundo um poeta filandês, o branco é a neve dos longos Invernos.

Bandeira da França

França A bandeira tricolor representa os princípios da Revolução Francesa de 1789: liberdade ( azul ), igualdade ( branco ) e fraternidade ( vermelho ).

Bandeira da Geórgia

Geórgia A bandeira vermelha com duas listas horizontais – branca e preta – tornou-se oficial em 1991, quando a Geórgia proclamou a sua independência.

Bandeira da Grécia

Grécia As nove faixas em azul e branco representam as nove sílabas do lema nacional “ Liberdade ou morte “. A cruz simboliza o triunfo do cristianismo.

Bandeira da Holanda

Holanda A Prinsenvlag ( bandeira do príncipe ), em homenagem a Guilherme de Orange, surgiu no século XVI. Depois, o vermelho substituiu o laranja.

Bandeira da Hungria

Hungria De acordo com a tradição, a bandeira actual foi adoptada durante a revolução de 1948. O vermelho simboliza força, o branco, fidelidade e o verde, esperança.

Bandeira da Irlanda

Irlanda O verde simboliza os católicos; o laranja representa os protestantes do Norte; o branco faz referência à esperança de paz entre ambos. Estas cores foram pela primeira vez usadas pelo Movimento da Juventude Irlandesa, Young Ireland movement em 1848.  Veio a ser usada novamente em 1916 durante a “Easter Rising”. O verde simboliza a história Gaélica e a secção Anglo-normanda (católicos romanos) do país. O laranja relembra a secção protestante e apoiantes de William of Orange. O branco, simboliza e evoca a paz entre os dois: protestantes e católicos.

Bandeira da Islândia

Islândia O branco e o azul são as cores tradicionais da Islândia. A cruz refere-se aos vínculos históricos com as nações escandinavas.

Bandeira da Itália

Itália A bandeira tricolor é inspirada na insígnia revolucionária francesa. A mudança do azul para o verde teria sido sugestão de Napoleão Bonaparte.

Bandeira do Kosovo

Kosovo A bandeira do Kosovo representa o carácter multi-étnico do país. 6 estrelas brancas; a silhueta do país sobre o fundo azul.

Bandeira da Letónia

Letónia A bandeira da Letónia teve origem na Idade Média, embora as suas cores e proporções actuais tenham sido adoptadas em 1928.

Bandeira do Liechtenstein

Liechtenstein O azul representa o céu e o vermelho evoca o brilho das fogueiras ao anoitecer. A coroa simboliza a unidade entre o povo e a Casa dos Príncipes.

Bandeira do Luxemburgo

Luxemburgo As cores têm origem no escudo do país: um leão vermelho sobre um campo, com faixas nas cores branco e azul.

Bandeira da Lituânia

Lituânia A bandeira foi adoptada em 1989. O amarelo identifica-se com a agricultura; o verde, com os bosques; e o vermelho, com a luta pela liberdade.

Bandeira da Macedónia

Macedónia A Macedónia não pôde incluir na bandeira a Estrela de Vergina, símbolo do império de Alexandre, o Grande, pois a Grécia nã permitiu sua utilização.

Bandeira de Malta

Malta A bandeira bicolor é de 1090, quando o conde Roger, da Sicília, tomou a ilha aos muçulmanos. A cruz do rei George foi incorporada depois da II Guerra Mundial.

Bandeira da Moldávia

Moldávia A bandeira foi adoptada em 1990, embora as suas cores, idênticas às da bandeira romena – já tivessem sido utilizadas durante as revoltas de 1848.

Bandeira de Montenegro

Montenegro Uma nova bandeira oficial do Montenegro foi adoptada a 13 de Julho de 2004. A nova bandeira é baseada no símbolo real do rei Nikola I do Montenegro. Esta bandeira seria toda vermelha com uma borda dourada, com um brasão dourado, e com as iniciais HI em letras cirílicas que corresponde a NI em letras latinas, iniciais do rei Nikola I. As iniciais foram retiradas da bandeira moderna e substituídas por um leão dourado.

Bandeira da Noruega

Noruega A clássica cruz escandinava em azul, branco e vermelho teve inspiração no século XIX, na bandeira francesa e simboliza a liberdade.

Bandeira da Polónia

Polónia O vermelho e o branco identificam-se com a Polónia desde a Idade Média, mas foi no século XIX que a bandeira ganhou a actual configuração.

Bandeira de Portugal

Portugal Na bandeira adoptada pelo governo da República, em 29 de Novembro de 1910, predomina o vermelho, que “lembra o sangue e incita à vitória”. Quanto ao verde, acredita-se que é um símbolo de esperança. O verde é dos positivistas e o encarnado é dos socialistas. Autores da bandeira: Columbano Bordalo Pinheiro, João Chagas e Abel Botelho. No centro está o Brasão de Armas Nacional constituído por uma esfera armilar dourada, cinco quinas de azul, postas em cruz no centro e à volta das cinco quinas uma bordadura de vermelho com sete castelos. Os pontos brancos dentro das quinas representam as cinco chagas de Cristo.

Bandeira do Reino Unido

Reino Unido Os emblemas da Union Flag ( Bandeira da União ) são as cruzes dos patronos da Inglaterra ( São Jorge ), da Escócia ( São André ) e da Irlanda ( São Patrício ).

Bandeira da República Checa

República Checa Azul, vermelho e branco eram, no século XIX, as cores dos países eslavos. Foram adoptadas pela maioria dos movimentos pan-eslavistas.

Bandeira da Roménia

Roménia O azul, o amarelo e o vermelho são cores de antigos brasões que remontam aos estandartes da Moldávia, Valáquia e Transilvânia. O azul simboliza a liberdade, o amarelo a justiça e o encarnado a fraternidade.

Bandeira da Rússia

Rússia Conhecida como bandeira imperial, foi criada em 1705 pelo czar Pedro, o Grande. Em 1991, voltou a ser oficial, após a desintegração da URSS.

Bandeira de São Marino

São Marino O branco simboliza a neve no Monte Titano. O azul representa o céu. No centro está o brasão de armas, com a palavra “ Libertas “.

Bandeira da Sérvia

Sérvia Vermelho, branco e azul são as cores dos partidários da união dos povos eslavos. Em 1848 foram adoptadas como símbolo do pan-eslavismo.

Bandeira da Suécia

Suécia A sua origem remonta a um escudo do século XV – uma cruz de ouro sobre um campo azul. Em 1569, João III ordenou o uso da cruz em todas as bandeiras.

Bandeira da Suiça

Suiça A cruz branca sobre o fundo vermelho já era utilizada na época do Sacro Império Romano-Germânico e representa a liberdade e honra.

Bandeira da Ucrânia

Ucrânia O azul e o amarelo da bandeira adoptada em 1992 evocam o céu, os rios, as montanhas e os campos dourados da Ucrânia.

Bandeira da Alemanha

Vaticano As chaves e a mitra são símbolos papais desde o século XIII. O amarelo foi introduzido pelo papa Pio VII durante a invasão napoleónica no século XIX.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por destinospordescobrir às 11:16




Comentários recentes



Links

BLOGUE DA ALICE

CIDADES COM METRO

COMBUSTIVEIS EM PORTUGAL - PREÇOS ON LINE

DOÇARIA

EMBAIXADAS E CONSULADOS EM LISBOA

EMPREGO

ESPAÇO PARA TUDO E PARA NADA

FALANDO DE FILMES

FOTOGRAFIAS

HORAS NO MUNDO

INFORMAÇÃO

METEOROLOGIA

MODA EM TODAS AS ESTAÇOES

PASSAPORTES E VISTOS PARA PORTUGUESES

PRAIA - AS ONDAS EM DIRECTO

TRANSPORTES EM LISBOA

UNIÃO EUROPEIA

VIAJANTES - as suas viagens